Painéis modulares para câmara frigorífica

Painéis modulares para câmara frigorífica, além de eficiente para conservação da temperatura, vem com a praticidade da montagem e economia. O painel é composto por um sanduíche de Aço PP Branco Ral 9003 e EPS, sem ter a necessidade de ser pintado, e pode ser limpo com muita praticidade. Ele é hoje um padrão exigido pela vigilância sanitária em ambientes refrigerados de comércios, por conta desse revestimento em aço pré-pintado galvanizado, garantindo que não a humidade, mofos, ferrugem, não iram interferir no produto armazenado.

O painel para câmara frigorifica pode ser produzido nas seguintes espessuras: 50mm e 100mm (Ideal para ambientes Refrigerados com temperaturas próximas a 0º C) 150mm e 200mm ( Ideais para ambientes com temperaturas abaixo a -15º e também divisórias Industriais).

Solicite uma cotação com o nosso time de parceiros especialistas no setor do Frio.

Câmara Frigorífica para Sorvete

câmara frigorífica para sorvete pode ser utilizada em muitas etapas quando pensamos em sorvetes, um produto que é super consumido, principalmente no verão. Em todas as etapas requer a refrigeração, desde  a produção do sorvete, que precisa de um ambiente climatizado, durante o processo de congelamento, e depois vem a câmara frigorífica para armazenamento de sorvete.

Para atender todas as suas necessidades, o projeto tem que ser pensado em eficiência energética, capacidade de armazenamento e possível expansão futura. Pois os projeto hoje por ser modulares, permite que o seu negócio cresce e o seu armazenamento para sorvetes também.

Solicite uma cotação com o nosso time de parceiros especialistas no setor do Frio.

Câmara Frigorífica para Bebidas

Uma câmara frigorífica para bebidas,  são dimensionadas e adequadas para se encaixar no espaço disponibilizado pelo cliente. Por ser modulares, temos como aproveitar o ambiente disponível, criando uma câmara eficiente e garantir o funcionamento.

Em épocas quentes a procura por bebidas geladas vem se aumentando, e com isso a necessidades de se ampliar os espaços de armazenamento refrigerados. Nada como comprar sua bebida já na temperatura certa! E para que isso ocorra e se tenha um estoque capaz de atender a toda a demanda, o uso de uma câmara frigorífica para bebidas é essencial e trás economia para o estabelecimento no armazenamento e não deixando faltar o produto a seus clientes.

Solicite uma cotação com o nosso time de parceiros especialistas no setor do Frio.

 

Qual a importância da refrigeração no agronegócio?

 

O agronegócio, ligado à indústria alimentícia, exige uma logística que permita manusear, conservar e transportar os alimentos de acordo com as normas de agências reguladoras e exigências internacionais, quando exportados.

Um dos principias elementos dessa cadeia é a refrigeração, que atende a um amplo segmento da indústria alimentícia, levando os produtores a investirem em processos e equipamentos para garantir a qualidade dos produtos. As oportunidades residem em aplicar, ampliar e melhorar o controle de temperatura nas várias etapas das cadeias produtivas.

Versatilidade

Os equipamentos de refrigeração devem ser flexíveis e atender as características da agricultura rotativa para absorver várias safras de diferentes produtos. Cada grão/semente tem características próprias de conservação, controle de desenvolvimento de fungos, perda de água e controle de germinação, o que determina a necessidade específica de refrigeração.

A principal característica é a busca pela preservação do produto na sua forma original, com a menor perda possível da qualidade e quantidade. As sementes, em contato com um ambiente que tem oscilações de umidade, têm a propriedade de absorver ou liberar água para o ar que as envolve, ou seja, mesmo depois de secas, ao entrarem em contato com um ambiente úmido, absorverão água novamente.

Portanto, se as sementes ficarem armazenadas em um ambiente onde a umidade oscila, estarão sujeitas a estragar com mais facilidade. Assim, um sistema de refrigeração bem projetado é que vai garantir o sucesso do processo.

Modernização na conservação de alimentos

A manutenção da cadeia do frio e o controle de qualidade são fundamentais para assegurar as boas condições dos produtos, proporcionando segurança ao consumidor. A instalação de modernos sistemas de refrigeração, além de atuar na conservação do alimento, permite a otimização do uso da energia.

Os equipamentos que funcionam próximos aos ambientes do agronegócio (plantações) necessitam de algumas características adicionais, como robustez, durabilidade, confiabilidade técnica, reserva de capacidade frigorífica e flexibilidade operacional frente à constante variação de demanda de carga térmica. Isto não elimina a necessidade de serem simples de operar, seguros e de fácil manutenção.

Por: Genivaldo OJ

Fonte: Revista Campos e Negócios

Túnel para congelamento rápido

A utilização do Túnel para congelamento rápido esta prevista na legislação vigente e se da após um elaborado processo de fabricação e embalagem dos espetinhos para festa, sendo que o processo de congelamento é fundamental para manter inalteradas as propriedades nutrícias e a aparência do produto, bem como estender a sua validade para consumo.

A segurança alimentar é tão importante a ponto de  de ter diversas legislações especificas para o setor, como estas:

  • Resolução RDC nº 216/MS/Anvisa, de 16/9/2004, dispõe sobre regulamento técnico de boas práticas para serviços de alimentação, a fim de garantir as condições higiênico sanitárias do alimento preparado e segurança alimentar;
  • Resolução RDC nº 275/MS/Anvisa, de 21/10/2002, que estabelece diretrizes para os Procedimentos operacionais padronizados – POP e Roteiro de inspeção;
  • Portaria nº 1.428 / MAPA de 26 de novembro de 1993, determinando os Regulamentos técnicos sobre inspeção sanitária, Boas práticas de produção e/ou prestação de serviços e Padrão de identidade e qualidade na area de alimentos;
  • Portaria CVS 6/99 do Centro de Vigilância Sanitária da Anvisa;
  • Portaria CVS – 1 CVS–DITEP de 13 de janeiro de 1998 do Centro de Vigilância Sanitária da Diretoria do Centro de Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde;
  • Portaria CVS-8, de 6/3/1996, do Centro de Vigilância Sanitária.

Existem pequenas variações na especificação técnica do Túnel para congelamento rápido, decorrentes do fato de haverem diversos fabricantes, entretanto mediante uma enquete entre eles foi possível balizar a especificação mínima aceitável, como segue:

  1. capacidade de congelamento: dada em quilos por hora e personalizada conforme a necessidade;
  2. tempo de congelamento: 1 hora é o tempo ideal de processo;
  3. temperatura final: atingir ao menos -30C;
  4. dimensão: o tamanho é customizado em consonância com a capacidade de congelamento;
  5. acabamento: o mais recomendado é o aço inox, entretanto o aço pré-pintado também é aceito;
  6. isolamento: a espessura mínima admissível é de 120 milímetros de poliuretano injetado;
  7. tipo de compressor: o mais empregado e o modelo hermético;
  8. condensação: habitualmente ela se dá a base de a ar ventilado;
  9. controlador de funcionamento: os melhores são os digitais e microprocessador;
  10. tensão: normalmente o Túnel para congelamento rápido funciona em 220 volts/trifásico.

Entre outras especificações de acordo com a sua necessidade e projeto.

Sempre consulte um especialista, engenheiro ou revenda de câmara frigorífica.  Faça uma consulta em nosso portal e procure um revendedor, engenheiros de refrigeração para obter mais informações e um projeto para o seu negócio.

Câmara Frigorífica para HortiFruti

Hoje o mercado de Hortifruti em crescimento, requer mais cuidas com os seus produtos. Na maioria deles, ganhar tempo faz toda a diferença para o seu negócio.

Produtos refrigerados na temperatura certa, podem manter por vários dias, semanas ou meses, dependendo do produto. Por isso uma câmara frigorífica irá aumentar o seu tempo de conservação ou congelado, aumentando a sua produtividade. Consulte-nos e tenha um projeto ideal para o seu Hortifruti.

Tenha sempre um especialista para dimensionar o seu equipamento frigorífico. Nos do portal Câmara Frigorífica, contamos com parceiros com anos de experiência para atende-los. Consulte-nos.

CÂMARAS MODULARES P/ Hortifruti

Câmaras modulares são feitas especialmente para atender as necessidades da sua empresa.

Sob medida, as câmaras padronizadas ou os componentes em separado, são oferecidas para você mesmo instalar ou com apoio técnico de uma equipe indicada pelo fornecedor.

Câmara frigorífica para peixaria

Câmara Frigorífica para Peixaria, trata-se de um equipamento indispensável neste ramo de negócios. Os consumidores de uma peixaria estão em diversos lugares: residências, restaurantes, supermercados, hospitais, hotéis, entre inúmeros outros.

O objeto do comércio nas peixarias são os peixes e frutos do mar, algo que está relacionado com a qualidade de vida, pois são tidos como alimentos fundamentais para uma alimentação saudável e, quando armazenados corretamente em uma Câmara frigorífica para peixaria manterão integralmente as suas propriedades nutritivas.

Cresceu bastante a demanda por peixes no mercado brasileiro e pontos de venda do mesmo são abertos todos os dias, pois os empresários enxergam nesse setor uma vantajosa oportunidade de empreendimento, seja com transporte do pescado, comercialização ou a pesca.

Ao determinar os equipamentos uteis e indispensáveis no comercio de peixes, alem das Especificações Técnicas da Câmara Frigorífica ou Frio,  para Peixaria, será interessante contar com uma porta especializada para separação do setor de manipulação para a área de venda do pescado.

Os Fabricantes da Câmara frigorífica para peixaria a oferecem em diferentes medidas e temperaturas de atividade. Com a Câmara para peixaria é possível estocar e manter a qualidade dos peixes reduzindo o custo de energia e atendendo a vossa necessidade.

Na descrição a seguir encontre todos os itens que obrigatoriamente fazem parte da melhor Câmara fria para peixaria, então vejamos:

  • 01 cjt Gabinete frio: em placas frigorificas, auto sustentáveis, totalmente desmontável;
  • 01 Porta própria para frigorifico: na versão giratória ou corrediça;
  • 01 cj Equipamento refrigerante, disponível em duas versões: split system (escolhe-se a posição dos componentes) ou plug-in (componentes em caixa única);
  • 01 unit  Acompanha opcionalmente: cortina de plástico, cortina de ar, estanteria em arame, piso antiderrapante em polietileno, sinalizador de alerta contra variação de temperatura e também contra aprisionamento, e muitos outros.

Para garantir a sua mercadoria armazenada na temperatura correta e manter os princípios nutritivos dos peixes, uma única empresa será responsável pelo fornecimento e também pela montagem da câmara frigorífica para peixaria, entregando-a para o cliente em perfeito funcionamento.

As câmaras frigoríficas para peixaria atendem a todas as necessidades, agregando os acessórios adequados são apropriada para aplicações especificas, tais como:

  • Câmara fria para carnes;
  • Câmara fria para amadurecimento artificial de frutos;
  • Câmara fria para medicamentos;
  • Câmara fria para hortifruti;
  • Câmara fria para flores;
  • Câmara fria para sorvete, entre inúmeras outras possibilidades.

Sempre consulte um especialista, engenheiro ou revenda de câmara frigorífica.  Faça uma consulta em nosso portal e procure um revendedor, engenheiros de refrigeração para obter mais informações e um projeto para o seu negócio.

Câmara frigorífica para açougue

 

Câmara frigorífica para açougue é indispensável na conservação das carnes em geral, destinada ao armazenamento das peças inteiras de carnes ou dos seus cortes e derivados, sejam elas originarias de bovinos, suínos, aves, ou qualquer outro animal.

A carne é um dos alimentos mais consumidos no mundo, ela esta presente em nossa mesa em quase todas as refeições, em ocasiões festivas ou eventos sociais, a carne e/ou seus correlatos ocupam uma posição de destaque, cabe a Câmara fria para açougue proporcionar as condições ideais para o seu armazenamento.

Esse tipo de estabelecimento(açougue) precisa de uma Câmara frigorífica para  de qualidade, que seja adequada para conservação da mercadoria que envolve o seguinte:

  • manutenção da temperatura adequada e estável;
  • preservação da umidade relativa;
  • conservação boa aparência do produto;
  • finalmente, manutenção das condições propicias para o seu consumo.

Esta orientação pratica explicita que a Câmara frigorífica para açougue deve ser adquirida respeitando as especificidades do local onde ela será instalada, desta maneira maximiza-se o aproveitamento do espaço disponível e amplia-se a sua eficácia de funcionamento, integrando-a adequadamente ao ambiente de trabalho.

Atente que a casa de carnes esta sujeita a uma rígida fiscalização por parte da ANVISA, então a Câmara fria para açougue e os outros equipamentos requeridos devem obrigatoriamente respeitar as normas sanitárias ditadas por esta agencia governamental.

Em síntese os componentes basilares da Câmara fria para açougue são aqueles elencados na sequencia, a saber:

  1. 01 jogo de modulo frigorifico: painel frigorífico do tipo desmontável;
  2. 01 peça de porta frigorífica: giratória ou corrediça;
  3. 01 jogo de equipamento de refrigeração: split system ou compacto frigorífico.

Alguns acessórios que se faz necessário para o seu projeto frigorífico.

  • cortina termoplástica;
  • tendal;
  • trilhagem;
  • estante em chapa para câmara frigorífica;
  • alarme de aprisionamento;
  • entre outros acessórios pertinentes a Câmara frigorífica para açougue.

A Câmara Frigorífica para flores prolonga a sua vida útil

 

Normalmente as flores elas devem ser conservadas em locais frescos e abrigados do sol, os vasos poderão ser mantidos lado a lado, alem disso será necessário regá-los conforme a necessidade e suas especificações para cada tipo de planta.

As flores de corte compreendem um capitulo a parte, por conta de suas peculiaridades requerem muito mais atenção e cuidados na sua conservação, pois imediatamente após colhidas inicia-se o processo de degeneração, diversas providencias são cabíveis objetivando desacelerar o processo em questão, na sequencia encontram-se enumerados alguns dos pontos basilares, a saber:

  1. Colheita: flores destinadas ao armazenamento devem ser colhidas antes da maturação completa, porém com seu desenvolvimento normal, quando colhidas em estádio de botão fechado são menos susceptíveis aos danos físicos e às condições ambientais adversas, tais como elevada temperatura e etileno, além de terem o manejo facilitado;
  2. Resfriamento pós-colheita: imediatamente após colhidas as flores devem ser armazenadas na Câmara fria para flores, visando o rápido resfriamento, esta providencia é substancial para prevenir a perda de umidade e remover o calor do campo, desta forma retardando a deterioração;
  3. Transporte: dar-se-á sempre que possível em caminhões refrigerados, pois a temperatura mais baixa diminui a transpiração, reduz a exalação natural de etileno, entre outros itens que degradam a flor;
  4. Armazenamento: a estocagem se dará em uma ótima Câmara fria para flores grande , existe uma excelente opção no mercado, trata-se da excepcional câmara fria padronizada , aliando um custo reduzido a elevada confiabilidade de funcionamento, este equipamento deve estar apto a controlar as seguintes grandezas:
    • temperatura: como visto ela é fundamental para a preservação, para as flores tropicais a temperatura apropriada é entre 4C a 7C, estudos constataram que nas rosas a temperatura é o maior determinante na respiração, sendo que a taxa de respiração é em torno de três vezes maior a 15°C do que a 5°C e seis vezes mais alta a 25°C;
    • umidade relativa: a Câmara fria para flores deve possuir um preciso controle da umidade, o índice deve ser mantido entre 90% a 95% de UR, desta maneira minimiza-se as perdas d’água e o consequente murchamento;
    • oxigênio e gás carbônico: faz-se necessário controlar a concentração deste dois gases no interior da câmara fria, entretanto envolve equipamentos de alto valor, desta forma, um paliativo baste útil é abrir a porta de acesso periodicamente para que aconteça a renovação do ar interior.

O Ganho é grande para floriculturas e Gardens que fornecem esse produto. Com uma câmara frigorífica, o tempo de vida útil para as flores, permitem estoques para revenda.

Faça uma consulta em nosso portal e solicite um orçamento.

Supermercados e seu impacto na Refrigeração

Setor está se renovando e passando por várias transformações.

Mudanças no comportamento do consumidor e na legislação, somadas à necessidade de reduzir custos e buscar uma postura voltada para sustentabilidade, trazem novos desafios e oportunidades.

Um dos segmentos mais importantes na refrigeração comercial é o de supermercados, que contam com grandes áreas dedicadas a produtos perecíveis e que necessitam de refrigeração: dos congelados aos resfriados.

É um setor muito dinâmico e que está em constante evolução, acompanhando o que acontece na sociedade e adaptando-se às transformações econômicas e às exigências da legislação. No momento, três grandes eixos de mudança afetam esses estabelecimentos, com impacto direto na forma como a refrigeração é usada neles. Como se adaptar?

 1 – Novos formatos de loja. Diferentes dos convencionais super e hipermercados aos quais estamos habituados vemos tanto o crescimento de lojas de bairro (dentro do conceito express) quanto o  dos “atacarejos” (conceito cash & carry, ou pague e leve). Grandes redes de supermercados passaram a investir fortemente nessa modalidade nos últimos anos, abrindo centenas de lojas com marcas como Minuto Pão-de-Açúcar, Dia %, Carrefour Express, Todo Dia, Minimercado Extra, Compre Bem e outras.

2- Utilização de fluidos refrigerantes naturais em substituição aos refrigerantes sintéticos. Em função de novas regulamentações e da maior conscientização ambiental da sociedade, a utilização de refrigerantes como propano (R290) e CO2(R744) vem se tornando mais frequente. O propano é indicado especialmente para sistemas de menor porte, já começa ser aplicado em soluções de Racks em casas de máquinas e já é muito utilizado em equipamentos incorporados, enquanto o CO2 começou a ser utilizado há algum tempo em grandes instalações, principalmente em sistemas sub-críticos em casas de máquinas remotas, sistemas estes igualmente seguros, desde que seguidas todas as normas internacionais.

3- Busca pela máxima redução no consumo de energia elétrica. Principalmente por causa do aumento no preço da energia nos últimos anos, todas as redes, das grandes às pequenas, têm dado uma atenção especial ao tema. A grande mudança que resultou dessa preocupação foi a introdução de portas nos expositores, balcões e ilhas. Conservar melhor o frio nos sistemas tem se mostrado a melhor forma de reduzir o consumo de energia. A ideia de que portas nos equipamentos poderiam reduzir as vendas no estabelecimento já foi superada. Para a refrigeração, isso impacta em uma menor necessidade de carga térmica e os sistemas incorporados têm ganhado espaço em virtude dessa nova realidade.Outra mudança ligada à redução no consumo de energia é o uso cada vez maior de soluções que modulam a capacidade dos sistemas de refrigeração. É o caso dos inversores de frequência e dos controles de capacidade, sendo estes últimos amplamente utilizados em compressores semi-herméticos.

Via Clube da Refrigeração