Posts

,

Película ecológica em telhados pode substituir ar-condicionado

Cerca de 6% da eletricidade gerada na América é usada para sistemas de ar-condicionado que refrigeram casas e escritórios. Países como Brasil, China e Índia crescem o  consumo de gases de efeito estufa na forma tanto de dióxido de carbono,  a partir da queima de energia na estação de combustível e de hidrocarbonetos hidrofluorcarbonos usados no gás refrigerantes.

O novo filme(película) funciona por um processo chamado resfriamento radiativo. Isso tira proveito do fato de que a atmosfera da Terra permite que certos comprimentos de onda da radiação infravermelha portadora de calor escapem para o espaço sem impedimentos. Converta o calor indesejado em infravermelho do comprimento de onda correto.

O filme do Dr. Yang e do Dr. Yin, pelo contrário, foi feito de polimetilpenteno, um plástico comercialmente disponível, transparente, vendido sob a marca TPX. Nessa mistura misturaram pequenas contas de vidro. Em seguida, eles extraíram o resultado em folhas com cerca de 50 milionésimos de um metro (microns) de espessura, e prateado as folhas de um lado. Quando colocado para fora em um telhado, o lado de prata está debaixo. Incidente luz solar é assim refletida de volta através do plástico, que pára de aquecimento do edifício abaixo.

A conversão de temperatura pode chegar por exemplo de 37º recebidos, baixando para 20º. O que deve obter um excelente resultado.

Em nota não foi divulgado sua comercialização e quando disponível para o mercado. Aguardamos mais novidades.

Via The Economist